TURMA DE 72 - Composição da Turma


Composição e posição atual do Cadastro.

I- Composição da Grande Turma

- A nossa Turma é composta de 568 membros, da seguinte forma:

1- A Turma que ingressou na EPCAr em 28/02/72 tinha, 352
membros.
2- A Turma de PQD's matriculada na AFA em 75 tinha, 110
membros; incluindo 06 estrangeiros (03 bolivianos, 02
panamenhos e 01 paraguaio).
3- A Turma que entrou no 4 ano da AFA, vinda de 71 em 78
tinha, 45 membros.
4- A Turma de PQD's do CFOR-2/75 tinha, 61 membros; incluindo
02 panamenhos.

- Mais dados da Turma:

1- Foram para a AFA 190 companheiros da EPCAr/72, que
associados aos 110 PQD's, totalizaram 300 matriculados no
ano de 75.
2- Ingressaram no nosso 4 ano da AFA, 45 Cadetes oriundos
da Turma de 71, por motivos de desligamentos dos vôos em sua
Turma. Ingressaram na nossa Turma de Intendentes, elevando,
assim, o número da nossa Turma que passou pela AFA à 345
membros.
3- Continuando a falar do tempo da AFA, 220 receberam
Espadins no primeiro ano, no dia 10/07/75.

- Eis os dados até esta data:

1- Dos 110 PQD's que foram matriculados na nossa Turma, 32
se desligaram do Curso de Aviador e não receberam Espadins.
2- Dos 190 Cadetes oriundos da EPCAr/72, 48 se desligaram do
Curso de Cadete Aviador e não receberam Espadins.
3- 300 matriculados, menos 80, resulta em 220 que receberam
Espadins.

- Mais alguns dados sobre a Turma na AFA.

Tivemos mais desligamentos em vôo na Turma, nos anos
seguintes, pois para os que não sabem, voamos T-23 no
primeiro ano da AFA. Voamos pouco, em torno de 15 horas de
vôo cada um. No segundo ano, niguém voou nada, somente
voltamos a voar o mesmo T-23 (Zarapa) no terceiro ano.
Fizemos vôos de manobras e formatura e não voamos mais.
Chegamos à umas 60 horas de vôo totais, cada um, no Zarapa.
No quarto ano, todos fomos voar o T-25. Éramos quatro
Esquadrilhas, Orion, Vega, Sirius e Castor. Duas voavam num
dia e outras duas no outro, e assim fizemos quase todos os
tipos de vôos de treinamento. Fizemos além do normal, vôos
de Formatura e Acrobáticos. Tudo isso no primeiro semestre
do ano de 78. Para o segundo semestre haveria uma seleção,
pois não havia Jatos T-37C para todos e apenas 80 foram
selecionados para voar o T-37C, permanecendo no T-25 o
restante do pessoal. Os que ficaram nos T-25 fizeram vôos
noturnos e vôo por instrumentos avançado. Os que foram voar
o Jato tiveram que fazer um curso completo, incluindo
adaptação, manobras, formatura, acrobacias, instrumento
avançado e vôos noturnos. Nenhum foi desligado dos 80, mas
no T-25 tivemos vários companheiros desligados. Dentre os
desligados após a entrega de Espadins, tivemos 14
companheiros que foram matriculados no curso de Intendência,
e, dentre eles, apenas 02 PQD, que apesar de terem ingressado
no 1 ano; um era boliviano e outro da Turma de 71

- Alguns dados sobre a Turma de Intendentes.

1- Foram matriculados na AFA 41 Cadetes Intendentes.
2- Dentre os 41, 16 eram oriundos da EPCAr/72 e 25 PQD's.
3- Somando-se estes 16, com os 13 que vieram dos
desligamentos do vôo, tivemos 29 Cadetes Intendentes que
saíram Aspirantes oriundos da EPCAr/72.
4- Todos somados perfaziam uma Turma de 99 Cadetes
brasileiros e 03 estrangeiros, na Intendência.4 Saíram
Aspirantes Aviadores, 124 Cadetes, dos quais 03 eram
estrangeiros, (01boliviano, 01 panamenho e 01 paraguaio).

- Saíram Aspirantes Intendentes, 102 Cadetes Intendentes, dos
quais 03 eram estrangeiros (02 bolivianos e 01 panamenho).

Obs: Só houve um desligamento do Curso de Intendência, e não
foi nem PQD, dos 110 e nem da EPCAr/72. Foi um dos que
ingressaram no 4 ano, vindo da Turma da EPCAr/71.

- Essa foi a composição da Turma na Academia da Força Aérea.

- Os companheiros que, da EPCAr não foram para a AFA, foram
162, menos os 39 que não concluíram a EPCAr, isto é, 123 é o
número deles. Destes, 83 seguiram outros rumos; 37 para a
Marinha Mercante, 13 para as PM's, 16 para Bancos, 04 para a
Policia Federal, 02 para o Corpo de Bombeiros, 03 para a
Empresa de Correios e Telégrafos, 01 para a carreira
diplomática, 02 para a carreira política e os 04 restantes
para as Universidades de Engenharia de Produção, Têxtil,
Elétrica e uma outra.

- Dos 123 que não seguiram para a AFA, 41 foram para Natal,
afim de ingressarem no Curso de Formação de Oficial Aviador
da Reserva (CFOR-2)

- A Turma que entrou com eles, tinha a seguinte composição:

1- Foram matriculados no CFOR-2 102 Alunos, em 03/03/75.
2- 41 eram oriundos da EPCAr/72 e saíram Aspirantes 19.
3- Dos 61 PQD's restantes, 02 eram Sub-Tenentes panamenhos e
31 saíram Aspirantes, dentre os quais, 01 oriundo da Turma
da EPCAr/67, 02 da EPCAr/70 e 06 da EPCAr/71.

- Somando-se os 352 que ingressaram em BQ, os 110 PQD's
matriculados na AFA, os 45 que entraram no 4 ano da AFA e
os 61 do CFOR-2, obtemos o número final dos componentes da
Grande Turma, 568 companheiros.

- Até setembro de 97, nós tínhamos 186 Militares na Ativa da
FAB; 91 Aviadores, (69 de BQ e 22 PQD's); 92 Intendentes,
(27 de BQ e 65 PQD's) 02 Sargentos de BQ e 01 Engenheiro do
ITA de BQ. Totalizando, encontramos 99 de BQ e 86 PQD's.

II- Como está o nosso Cadastro.

No dia 24 de junho de 1998, a posição é a seguinte:

Cadastrados - 329 + 66 + 33 = 428 (EPCAr+AFA+CFOR-2)
Não cadastrados - 2 + 80 + 23 = 105
Falecidos - 21 + 9 + 5 = 35
Total - 352 + 155 (110 + 45 de 71) + 61 = 568


  • inicial